quarta-feira, 25 de abril de 2018



 
Rio-me de mim mesma, algumas vezes,
choro comigo muitas mais e penso.
No silêncio ...
... ouço a vida chamar-me,
que quererá ela de mim!?
Devo ir?...



Mc.Batista
Saxon 25-4-2018

segunda-feira, 23 de abril de 2018




Ecoam  sorrisos nas minhas memórias,
tantos... tão diferentes,
sobrevivem ao tempo
 e são vida em mim.

Mc.Batista
Saxon 21-4-2018

sexta-feira, 13 de abril de 2018






Deslizam de olhos cansados,
do tanto que já viram e do que nada sabem,
sentires...
... esperanças...
recordações.


Mc.Batista
Saxon 13-4-2018


segunda-feira, 26 de fevereiro de 2018




Deixa-me ser eu...
... o teu dia, a tua noite,
o teu tesouro.


Mc.Batista
Saxon 26-2-2018

domingo, 25 de fevereiro de 2018





Nesta noite fria,
vesti-me de ausênçia,
aqueci-me em recordações tuas.


Mc.Batista
25-2-2018

sexta-feira, 26 de janeiro de 2018





Foi ontém... e já faz tanto tempo,
que olhei o infinito,
como queria poder tocar-lhe!
Foi ontém...
... talvez nunca mais.


Mc.Batista
Saxon 26-1-2018

sábado, 11 de novembro de 2017






Olho a noite...
... sempre diferente e tão igual!
Ouço o seu silêncio, o que ele tem para me dizer,
as vezes, muita vez, recolho-me, fico na ausência,
no vazio e consigo ouvi-lo.
Contemplo as  estrelas,
são tão belas! Cada uma é especial,
tem vida própria,
tem os seus mistérios.
A noite e o seu fascínio!...
... Tão minha e tão de ninguém!



Mc.Batista
Saxon 11-11-2017